Nascimento Guaporé - RS

Bem-vindo Rafael

Era dia 04 de novembro, quarta-feira, perto do meio dia quando recebo um áudio da Sandra: Rafael estava querendo vir ao mundo. Nos preparamos, até porque era para mais a frente. Baterias carregadas, cartões formatados, carro com tanque cheio e a tradicional "mala" de parto pronta. Agora era esperar.


19:15 Era noite de jogo importante para o Grêmio. Eu e a Rose já havíamos combinado de irmos juntas para Guaporé. Assisti ao primeiro tempo, sofri com o primeiro gol contra o Grêmio. O papai Ricardo nos avisa: "podem vir". 


Rose e eu seguimos viagem, escutando o segundo tempo do jogo, conversando, e pensando que teríamos talvez uma longa noite juntas e pra isso, tínhamos levado até nossas cobertinhas, café...mal sabíamos o que íamos encontrar quando chegássemos. 


Grêmio estava perdendo de 2x0, o resultado iria para os pênaltis. Chegamos no Hospital e decidimos ir direto para o quarto dar um oi, avisar que chegamos antes de nos preparar e só escuto "risadas", um clima diferente do que esperava. Adivinhem, nesses 45 minutos de viagem, durante o segundo tempo do jogo, Rafa já tinha vindo ao mundo, não quis esperar todo mundo chegar, resolveu que era a hora dele. Larguei tudo, peguei a câmera, e comecei a fazer o meu trabalho, e peguei acredito, um dos momentos mais lindos desse nascimento: a mana Amanda, e a mamãe cantando para aquele serzinho que recém havia nascido, que mal abria os olhinhos e já ganhava muito chamego de uma, das irmãs mais velhas.


No final, damos risadas. Afinal, quando a Sandra e o Ricardo vieram ao nosso estúdio para conversarmos e nos conhecermos, conversamos tanto sobre o parto, sobre avisos, sobre que horas me chamar e tudo estava ajustado. Na hora, mesmo se você é mãe de primeira, segunda, terceira ou quinta viagem, você vai entrar num mundo tão seu, que isso passa despercebido muitas vezes. Brincávamos de que se eu não chegasse a tempo seria por um motivo muito bom: o parto teria sido muito rápido. 


Nem ela, nem o Ricardo, nem as enfermeiras, muito menos eu, imaginamos que seria assim. 


Enfim, seja bem-vindo Rafael... mesmo apressadinho, a tia Nati conseguiu captar os melhores momentos da sua chegada! Ah... e o jogo? O Grêmio foi elimininado nos pênaltis. Sorte ou azar. Vocês decidem!